Falando de Carreira e Negócios

DSC_4527

Atualmente vejo muitas pessoas insatisfeitas com suas carreiras e ou com seus negócios. Refleti muito sobre o por que disto tudo! Em minha reflexão baseada em meus conhecimentos e estudos sobre o comportamento humano e também sobre a prática em recursos humanos, abrindo processos seletivos, fazendo levantamentos de perfis e conversando com muitos empreendedores e gerentes de Rhs, sobre assuntos pessoas e seus perfis.

Observei uma grande insatisfação destes profissionais, sejam os empresários ou funcionários em suas respectivas áreas de atuação, por mais que me digam que amam o que fazem, eles esquecem o porquê que fazem o que fazem. Exercem funções que um dia fizeram sentido, porém hoje não fazem mais, porque valores mudam, crenças mudam, e o que ontem era bom hoje talvez não seja mais. Por mais que cursemos uma faculdade, atingimos o máximo em nossa carreira, o sucesso em nossos negócios, nunca devemos nos esquecer o que nos levou a chegar onde estamos. Sim, estou falando de essência!

Aquele sonho de criança, que ainda não realizamos para nós mesmos. Uma carreira ou um negócio, eles foram feitos ou criados por nós para que realizem nossos sonhos. Então em primeiro lugar saber o que queremos para nós como seres humanos é primordial. Existem processos os quais fazem dar certos os projetos que temos, colocando-os em prática, porém o que impulsiona cada resultado é a ação que colocamos, e isto é e sempre será feito por um ser humano. E este é movido por um reator chamado vontade, que para seguir tem que ter um desejo ardente, que para existir tem que se ter um sonho.

Para isso deve saber sua Missão, que vai muito mais além de um sonho realizado, é aquilo que irá fazer você seguir sempre. Mas acreditar que será fácil é infantilidade nossa, não é fácil, o primeiro obstáculo somos nós mesmos. Sim nós! Queremos tudo muito rápido, resultados rápidos, desejos imediatos, e pagar o preço para valer, isto é para poucos.

Neste caso eu falo tanto para se ter sucesso em sua carreira quanto em seu negócio. Existe muito empenho em ambas as partes, e muitas vezes o retorno financeiro é mais demorado do que se imagina. Há investimento em tempo e dinheiro, e falando de tempo este é o mais valioso. É algo que não se recupera, então devemos pensar sobre o que fazemos como profissionais e o por que fazemos e com quem, pois perder tempo e fazer algo que você não acredita não vale à pena.

Não precisamos fazer somente o que amamos e sim saber o porquê fazemos, trabalhar com pessoas que aprendemos a cada dia e saber

O POR QUE FAZEMOS O QUE FAZEMOS É O MAIS IMPORTANTE! TANTO EM NOSSAS CARREIRAS COMO EM NOSSOS NEGÓCIOS!

 

Anúncios

PONTO DA VIRADA!

Atualmente, muito se fala em mudança!
Mas de fato onde iniciamos?

Design sem nome (2)
A minha jornada começou há alguns anos onde comecei a questionar à mim mesma e também as minhas ações. Foram anos de estudo e autoconhecimento para chegar a ter certeza, sobre o que de fato eu quero para mim. Porém esta certeza é mutável. Aí você me pergunta: Como assim Cris?
Eu respondo: Somos seres mutáveis e o que hoje é certo pode não ser mais amanhã!
Mas aquilo o que somos e queremos em nossa essência não muda! Mudam os desejos, os gostos, as atitudes, o pensar! Pois somos seres em evolução . O que precisamos refletir é o por quê! Por que queremos “ x “em vez de “y “, por que antes gostava de rosa e agora de azul?
E o quanto estamos dispostos às MUDANÇAS para realmente sermos quem de fato gostaríamos de SER. Assim começando o TER! Este é o reconhecimento pelos esforços nossos . SER vem sempre antes de TER!!
Devemos sim sermos melhores, em primeiro lugar para nós mesmos. E aceitarmos as recompensas e reconhecimentos advindos desta mudança. E para que isto aconteça, devemos aprender à se olhar sem julgamento, observando que você é um ser em construção e que somos reprogramáveis, e que pequenas mudanças de hábitos podem fazer grandes diferenças. Entender que a cada mudança o seu cérebro irá exigir mais de você, pois a cada mudança em sua rotina exigirá de seu cérebro mais energia, tendo assim um custo metabólico para ele. Então quanto mais compreender o quanto você funciona, mais fácil fica este crescimento!
Queremos, queremos e queremos, porém não queremos trabalho para sermos melhores e também para termos!
Queremos melhores empregos, ter liberdade, sucesso, saúde, dinheiro, amor, amizades e queremos ser pais, ou queremos ser melhores pessoas! Para todo querer, deve ter uma ação, e para cada ação, uma atitude, provavelmente diferente das que você vem tendo. Lembram o ditado “continuar fazendo o que você faz, ou como faz, continuará colhendo os mesmos resultados”, para este algo mais, ou melhoria, seja o que for que ainda não conseguiu, certo que fazendo como você vem fazendo, não terá o resultado que espera.
Quer resultado em sua vida? Comece com você!
Fácil falar! Difícil fazer
A zona de conforto já diz que é confortável, porque sair? É muita energia fazer diferente, é muita energia obter conhecimento, trabalhar até mais tarde, levantar cedo, mudar alimentação, fazer exercícios, estudar etc etc… e descobrir que minhas atitudes precisam ser mudadas.
Mas meu amigo(a) lamento em dizer: você só viverá uma vida extraordinária se entender que as mudanças de pensamentos e atitudes vem de você!
Então qual seu PONTO DA VIRADA?
PARA TER UM PONTO DA VIRADA PRECISAMOS TER A OUSADIA DE OLHAR PARA DENTRO DE SI, VER NOSSAS FALHAS E TER CORAGEM DE MUDAR!

Fazer o que se ama ou amar o que se faz?

DSC_4597Tempos atrás uma amiga fez uma palestra falando sobre este assunto. Ela pautou que devemos buscar a amar o que se está fazendo no momento, para buscar formas ou condições de fazer o que se ama!

Eu vou mais fundo neste assunto:

Partindo do pressuposto de que todos iremos ter que trabalhar, e que trabalho não é algo que agrade, pois como dizem “ se fosse bom não se chamaria trabalho “ – ditado popular, vão se criando crenças, sejam positivas ou negativas, dependendo de sua percepção.

A pergunta é: você faria o que ama sem receber nada por isso? ou se te oferecessem um salário de R$ 200.000,00 para fazer o que não gosta? você faria? Aí vem a questão mais do que amarmos o que fazemos é o que nos motiva à fazer o que fazemos!

A realidade que milhões de pessoas levantam todos os dias para irem trabalhar naquilo que supostamente não amam! e porque fazem isto? porque precisam!

Simples né? mas senão gostam por quê fazem? necessidade? seriam: alimentação, saúde, vestuário, criar filhos, estudo, moradia. E quando elas simplesmente fazem isso e mesmo assim não teriam as necessidades citadas acima? Elas fazem porque amam, você diria! E se elas não recebessem por isto, continuariam fazendo! acredito que não!

Mais que trabalho, as pessoas buscam emprego, mesmo que isso as façam tristes, mas este emprego paga bem, então está valendo!

Vejo pessoas trabalhando por trabalhar sem agregar nada à carreira profissional e empresas gastando muito para mantê-las, e estas pessoas pensando na sexta depois das 18hs, no sábado e no domingo. Odeiam as segundas-feiras e vivem contando os dias.

Vida triste para a pessoa e para a empresa!

No meu ensino médio, na escola dom João Becker, eu tinha um colega daqueles que ía bem em todas as matérias, e ele não era o tipo “CDF”, até era popular na escola. Eu curiosa e encucada, sempre me perguntava como ele faz para ir bem em todas as matérias? Então fui lá e perguntei para ele: qual o segredo para ir bem em todas as matérias até mesmo na mais chata? Ele respondeu: ache algo em cada matéria que desperte seu interesse e aprenda a gostar, simples!!
E eu disse: nossa é só isso! vou ir bem em todas, mas não é tão fácil assim!

Porém este pensamento carrego até hoje e o uso sempre que percebo que não gosto de determinada atividade ou até mesmo pessoas.

Então antes de podermos fazer o que amamos iremos fazer muitas coisas que não amamos! e porque fazê-las de qualquer modo ou de qualquer jeito !

Em tudo podemos encontrar algo que nos interesse e que possamos aprender, e
oferecer , o nosso melhor. Muitas vezes estaremos ajudando alguém à construir um sonho, e que podemos compartilhar com o outros e dizer que fizemos parte daquela história.

Aprender a amar o que se faz trás paz à alma, sorriso nos lábios e leveza no ser. Se você não for capaz de fazer algo assim onde você se encontra hoje; sai! Você não tem mais nada à agregar, e só está piorando tudo! Piorando para você e para as pessoas que trabalham com você.

É inteligente e profissional dizer um basta quando se percebe que não serve mais, não espere ! saia e busque o seu amor! Vá fazer o que ama ou aprender a amar em outro lugar.

Mas saiba que muitas vezes o que você escolheu não será tão recompensador, financeiramente, e saiba que nem tudo são flores.

Então, para mim mais que somente fazer o que se ama, é poder ter a grandeza de ver que em tudo podemos aprender e amar;  seja grato! E se não serve mais, faz o que eu disse acima, vá de encontro a sua missão, tenha ela definida, procure elencar seu valores, reveja eles, seja congruente com você mesmo, e tenha uma visão!